PROJETOS DE INTERVENçãO EM PEDAGOGIA SOCIAL E DA FORMAçãO
Código: 11053
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Educação e Ensino a Distância
Área Científica: Ciências da Educação
Palavras-Chave:
    Projetos
    Educação
    Intervenção
Docente:
Lúcia Amante
Área Científica: Ciências da Educação.
Correio Eletrónico: lucia.amante@uab.pt

Sinopse:
Tratando-se de uma Unidade Curricular que visa levar os estudantes ao desenvolvimento de conhecimentos de natureza teórico prática, a metodologia de trabalho adotada pretende colocar o estudante perante a análise de contextos reais e suas problemáticas, levando-os ao delinear de projetos específicos de intervenção nesses contextos, de acordo com os objetivos a alcançar.
Assim, os estudantes são levados a olhar para a sua realidade próxima (profissional ou outra) tendo em vista identificar possíveis alvos de intervenção e a realizar o respetivo levantamento de necessidades e o planeamento da intervenção, usando os instrumentos específicos que se revelem adequados.
Na U.C. estimula-se o desenvolvimento de trabalho colaborativo entre os estudantes, designadamente entre os que se propõem trabalhar sobre problemáticas semelhantes, em especial no que se refere ao desenvolvimento dos instrumentos de investigação necessários na fase de diagnóstico.
A UC funciona em regime de Orientação Tutorial, para assegurar a existência de uma maior proximidade entre os professores e os estudantes.
 


Competências:
No final desta unidade curricular, o estudante deverá ser capaz de:
  • realizar o diagnóstico e análise de necessidades de um dado contexto educativo/formativo;
  • definir objetivos de intervenção,  identificar recursos humanos e materiais e estratégias de atuação, tendo em consideração a problemática em causa;
  • delinear um plano de intervenção viável, teoricamente fundamentado  e adequado à realidade analisada e às suas necessidades.


Conteúdos:
Levantamento de necessidades;
Técnicas e Instrumentos de diagnóstico;
Definição de objectivos e de metodologias de intervenção;
A fundamentação teórica de projectos de intervenção educativa/formativa;
Programação da intervenção;
Apresentação escrita do projeto.
 


Bibliografia:
Miranda, B., & Cabral, P. (2017). Projetos de intervenção Educativa. Lisboa: Universidade Aberta. Ebook. ISBN: 978-972-674-802-1http://resellers.euebooks.com/uab/book/projetos-de-intervencao-educativa/50ISCY
Fernandes, D. (2011). Avaliação de programas e projetos educacionais: das questões teóricas às questões das práticas. In: D. Fernandes (Org.), Avaliação em educação: olhares sobre uma prática social incontornável (p. 185-208). Pinhais: Editora Melo.
Serrano, G. P. (2008). Elaboração de Projetos Sociais: casos práticos. Porto: Porto Editora.
Creswell, J. (2010). Projeto de pesquisa. Métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Artmed e Sage. http://www.mediafire.com/file/j068qjhkene7g4u/Projeto+de+Pesquisa_John+W.+Creswell.PDF
Tuckman, B. W. (2000). Manual de Investigação em Educação. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Ghiglione, R. & Matalon, B. (1997). O inquérito: teoria e prática. Oeiras: Celta Editores.
 
 


Metodologias de Ensino:
E-learning



Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.