SOCIEDADE E CULTURA ESPANHOLAS I
Código: 31351
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Humanidades
Área Científica: Cultura
Palavras-Chave:
    Cultura
    Sociedade
    Espanha
    Século XX
Docente:
António Chenoll Mora
Correio Eletrónico: achenollm@gmail.com

Sinopse:
Esta unidade curricular tem como objetivo a análise das origens da Espanha atual desde o ponto de vista social e cultural. A guerra civil de Espanha (1936-1939) e o Franquismo serão um eixo fundamental para perceber a construção do «Eu», do «Nós» e do «eles» na atual visão de Espanha e dos espanhóis. Esta será uma unidade curricular com uma alta componente de debate e comparação da cultura espanhola com a portuguesa criando laços de união entre ambos processos democratizadores.
O objetivo último é que fornecer ao aluno instrumentos adequados e informação para obter uma visão crítica do percurso social e cultural da Espanha do século XX.
 


Competências:
Os estudantes devem ser capaz de
•identificar, analisar e relacionar os principais conflitos sociais e económicos do século XX em relação com outras realidades nacionais.
• perceber a Espanha atual através das tensões sociais do século XX.
• ler de forma crítica os textos escritos e audiovisuais mais representativos de cada conflito analisado.
• perceber a construção da identidade do «eu» e do «nós» nas diferentes culturas espanholas através das tensões políticas do século XX.
 


Conteúdos:
Nesta unidade curricular pretende-se analisar os principais eventos socioculturais que envolveram a sociedade espanhola no século XX. Para isso serão analisados e problematizados eventos como a perda das colónias, a II República, a guerra civil de 1936 e o Franquismo.


Bibliografia:
SARDICA, José Miguel. Ibéria. A relação Peninsular no século XX. Lisboa: Alêtheia Editores, 2013, 382p. ISBN: 9789896225322
GRAHAM, Helen. Breve história da Guerra Civil de Espanha. Lisboa: Tinta-da-china. 2006. 215p. ISBN: 9789728955137



Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.


Observações:
Nada a referir.