SEMINáRIO DE PROJETO
Código: 42103
ECTS: 9
Departamento: Departamento de Ciências Sociais e de Gestão
Área Científica: Ciências Sociais
Docentes:
Ana Paula Cordeiro
Área Científica: Sociologia.
Correio Eletrónico: ana.cordeiro@uab.pt

Cristina Pereira Vieira
Área Científica: Política Social; Serviço Social; Sociologia; Sociologia da Saúde.
Correio Eletrónico: cristina.vieira@uab.pt

Sinopse:
Este seminário pretende orientar as/os estudantes na conceção, elaboração e discussão do seu pré-projeto de investigação, trabalho de projeto ou relatório de estágio (em conformidade com a opção do/a estudante).
Pretende-se aprofundar os conhecimentos metodológicos já adquiridos, aplicando-os a um projeto  concreto.
Para tal, construímos um percurso de investigação ou investigação-ação, onde orientamos os/as estudantes para a reflexão e o debate críticos, mediante o desenvolvimento de trabalho colaborativo na sala de aula virtual e a tomada de consciência crítica sobre as opções metodológicas e o sentido do projeto de investigação, trabalho de projeto ou relatório de estágio.
 


Competências:
1. Capacidade de formular e delimitar, com rigor e clareza, a problemática de investigação/investigação-ação;
2. Capacidade de fundamentar teoricamente o objeto de estudo e os objetivos do projeto de investigação ou do relatório de estágio;
3. Capacidade de justificar as opções metodológicas do projeto de investigação ou do projeto de investigação-ação;
4. Capacidade de reconhecer e justificar as questões éticas no desenvolvimento da investigação ou da investigação-ação;
5. Capacidade de elaborar um projeto de dissertação, trabalho de projeto ou relatório de estágio original, rigoroso e claro.
 


Conteúdos:
1. Definição da(s) problemática(s) de estudo/investigação-ação
2. Campo(s) de fundamentação teórica
3. Opções e estratégia(s) metodológica(s) subjacentes à investigação/investigação-ação
4. Questões éticas
5. Elaboração do pré-projeto de investigação/trabalho de projeto/relatório de estágio
 


Bibliografia:
Carmo, Hermano e Ferreira, Manuela Malheiro (2013). Metodologia da investigação: guia para a auto-aprendizagem. Lisboa: Universidade Aberta.
Fairclough, Norman (1995). Critical discourse analysis: papers in the critical study of language. London/New York: Longman.
Hesse-Biber, Sharlene Nagy (ed.). (2012). Handbook of feminist research. Theory and praxis. London: SAGE.
Neves, Sofia; Nogueira, Conceição (2005). Metodologias feministas: a reflexividade ao serviço da investigação nas Ciências Sociais. Psicologia: Reflexão e Crítica, 8(3): 408-412. URL: https://repositorio.ismai.pt/bitstream/10400.24/371/1/Neves-Nogueira2005PRC.pdf
Pereira, Maria do Mar; Santos, Ana Cristina (2014). Introdução. Epistemologias e metodologias feministas em Portugal: contributos para velhos e novos debates. ex aequo, 29: 9-21. URL: http://www.scielo.mec.pt/pdf/aeq/n29/n29a02.pdf
Quivy, Raymond e Campenhoudt, Luc Van. 1992. Manual de investigação em Ciências Sociais. Lisboa: Gradiva.
Nota: Bibliografia e recursos áudio e vídeo complementares serão disponibilizados na turma virtual, de acordo com o documento final a produzir.
 


Total de Horas de Trabalho: 234
Total de Horas de Contacto: 36

Avaliação:
A avaliação tem caráter individual e implica a coexistência de duas modalidades: avaliação contínua (60%) e avaliação final (40%). Essa avaliação será desenvolvida na aplicação de formas diversificadas, definidas no Contrato de Aprendizagem da unidade curricular.


Observações:
A frequência desta unidade curricular exige conhecimentos da língua inglesa, capazes de permitir a leitura e interpretação de textos.