EDUCAçãO E EQUIDADE NA SOCIEDADE CONTEMPORâNEA
Código: 11012
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Educação e Ensino a Distância
Área Científica: Ciências da Educação
Palavras-Chave:
    Perspectivas Sociológicas da Equidade
    Educação e Equidade
    Desenvolvimento Social
Docente:
Susana Henriques
Área Científica: Sociologia.
Correio Eletrónico: susana.henriques@uab.pt

Sinopse:
ssumindo como ponto de partida da UC a promoção da abordagem da Educação e Equidade numa perspetiva sociológica, os conteúdos programáticos visam corresponder aos objetivos e às competências definidos. 
O percurso inicia-se, pois, com uma primeira discussão conceptual centrada na equidade. Mantendo ainda um ponto de vista teórico, os estudantes identificam diferentes visões sobre a equidade, designadamente com enfoque nas questões da reprodução social, da exclusão social, das classes e diferenciação social, da mudança social. Finalmente, explora-se o conhecimento sobre categorias e domínios de vulnerabilidade tais como mobilidade e desenvolvimento, (re)configurações do trabalho e do emprego, diversidade e controlo. 
De um modo transversal os objetivos e os conteúdos programáticos concorrem para o desenvolvimento das competências definidas. Nomeadamente, a cooperação e a intervenção em grupos socialmente desfavorecidos, a integração do pluralismo e do respeito pela diversidade no exercício da sua prática profissional. De referir ainda o desenvolvimento das capacidades de entendimento crítico sobre a complexidade das sociedades atuais.
Em síntese, consideramos que, no seu conjunto, os objetivos e conteúdos da UC concorrem para o desenvolvimento das competências necessárias para o perfil do Licenciado em Educação.


Competências:
Espera-se que, no final da UC, o estudante tenha adquirido as seguintes competências:
• Cooperar e intervir em grupos socialmente desfavorecidos
• Integrar o pluralismo e o respeito pela diversidade 
• Compreender a complexidade da sociedade atual
• Desenvolver o sentido analítico e crítico.


Conteúdos:
1 – O estudo da equidade numa perspetiva sociológica – opacidade do conceito 
2 – Teorias sociológicas e Equidade
‐ Reprodução social
‐ Exclusão Social
‐ Classes e diferenciação social     
‐ Mudança social
3 – Categorias sociais e domínios de vulnerabilidade 
‐ Mobilidade e Desenvolvimento
‐ (Re)Configurações do trabalho e do emprego
- Diversidade e controlo


Bibliografia:
Abrantes, P. (2011). Revisitando a teoria da reprodução: debate teórico e aplicações ao caso português, Análise Social, 46(199), 261-281.
Barreto, A. (2002). Mudança Social em Portugal: 1960-2000, Working paper ICS, nº 6-02, em http://www.fcsh.unl.pt/docentes/luisrodrigues/textos/Mudan%C3%A7a%20Social%20em%20Portugal%20Ant%C3%B3nio%20Barreto.pdf
Casaca, S. (2005). Flexibilidade, trabalho e emprego: ensaio e conceptualização, SOCIUS working papers, nº 10, em https://www.repository.utl.pt/bitstream/10400.5/2025/1/wp200510.pdf
Lemos, V. (2013). Políticas Públicas de Educação: equidade e sucesso escolar, Sociologia, Problemas e práticas, 73, 151-169.
Ribeiro, R. (2011). Consumo e distinção contemporânea, Sociologia online, 4, 35-60, em http://revista.aps.pt/cms/files/artigos_pdf/ART4e9706b126e12.pdf
Rodrigues, J. C. (2013). Novas perspetivas sobre as identidades de classe, Forum Sociológico, 23, 41-49.
Vala, J.; Brito, R.; Lopes, D. (2015). Expressões dos racismos em Portugal (capt. 5. Racismo flagrante e racismo subtil: uma perspetiva comparativa, 149-171), Lisboa: ICS, em https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/22539/1/ICS_JVala_Racismos_LAN.pdf
Vídeos:
Exclusão social - https://www.youtube.com/watch?v=b23baaqbCOU
Outros sites:
https://observatorio-das-desigualdades.com/
http://portugaldesigual.ffms.pt/


Metodologias de Ensino:
E-learning



Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.


Observações: