HISTóRIA DAS CIVILIZAçõES PRé-CLáSSICAS
Código: 31048
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Ciências Sociais e de Gestão
Área Científica: História – História Antiga
Palavras-Chave:
    1. Egipto
    2. Mesopotâmia
    3. Palestina
Docente:
José das Candeias Sales
Área Científica: História (História Antiga).
Correio Eletrónico: sales@uab.pt

Sinopse:
Nesta unidade curricular estudam-se as sociedades, culturas e civilizações detentoras de escrita que tiveram lugar no Egipto, na Mesopotâmia e na região siro-palestinense no período anterior à época clássica, ou seja, desde o final da Pré-História até ao século V a.C.
De acordo com o manual de estudo, são destacados alguns dos domínios mais significativos deste momento histórico da Antiguidade, através da consideração da política, da economia, da religião e da cultura.


Competências:

• Compreensão crítica da informação apresentada sobre o passado das civilizações pré-clássicas estudadas;
• Desenvolvimento da capacidade de distinguir fenómenos e tendências estruturantes de elementos conjunturais e episódicos;
• Capacidade de organização clara da expressão escrita.



Conteúdos:

I. A CIVILIZAÇÃO EGÍPCIA
• Instituições e Sociedade
• Economia
• A Religião
• A Cultura
II. A MESOPOTÂMIA
• Os Sumérios
• O império de Acad
• A III dinastia de Ur ou a renascença suméria
• Os Assírios
• O Império neobabilónico
• O legado cultural da Mesopotâmia
III. A REGIÃO SIRO-PALESTINENSE - OS HEBREUS
• A formação do povo hebreu
• A monarquia
• O cativeiro de Babilónia
• O pós-exílio: início de novos tempos
• A concepção da história, segundo os Judeus
• Sociedade e instituições
• Religião



Bibliografia:
Bibliografia básica:
António Augusto TAVARES, Civilizações Pré-Clássicas, Lisboa, Universidade Aberta, 1995.
Bibliografia complementar: 
 Atlas: 
- John BAINES, Jaromír MÁLEK, Egipto. Deuses, Templos e Faraós, Lisboa, Círculo de Leitores, 1991.
 -John ROGERSON, Bíblia. Os Caminhos de Deus, Lisboa, Círculo de Leitores, 1991.
Dicionários:
 - Luís Manuel de ARAÚJO (dir.), Dicionário do Antigo Egipto,  Lisboa, Editorial Caminho, 2001.
- Jean-Christophe ATTIAS, Esther BENBASSA, Dicionário Temático Larousse – Civilização Judaica, Lisboa, Círculo de Leitores, 2000.
- Guy RACHET, Dicionário Temático Larousse – Civilização Egípcia, Lisboa, Círculo de Leitores, 1999.
- Guy RACHET, Dicionário Temático Larousse – Civilizações do Antigo Oriente, Lisboa, Círculo de Leitores, 2000.
Outros:
-  José das Candeias SALES, A ideologia real egípcia e acádica. Representações do poder político pré-clássico, Lisboa, Editorial Estampa, 1997.
- José das Candeias SALES, As divindades egípcias. Uma chave para a compreensão do Egipto antigo, Lisboa, Editorial Estampa, 1999.
- José das Candeias SALES, Estudos de Egiptologia. Temáticas e Problemáticas, Lisboa, Livros Horizonte, 2007.
- José das Candeias SALES, Poder e Iconografia no antigo Egipto, Lisboa, Livros Horizonte, 2008.


Metodologias de Ensino:
Esta unidade curricular é oferecida em regime de ensino online, através da utilização da plataforma Moodle, privilegiando-se a comunicação assíncrona.
Tendo como enquadramento do processo de ensino/aprendizagem uma permanente supervisão online, os alunos elaboram as tarefas propostas pelo docente, apresentando trabalhos, recensões críticas, relatórios, protocolos, etc., que serão objecto de avaliação e/ou classificação.



Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.


Observações:
Os estudantes têm de ter acesso a um computador com ligação à Internet, ter um endereço de correio electrónico e, desejavelmente, possuir literacia informática na perspectiva do utilizador.