SOCIOLOGIA DAS MIGRAçõES I
Código: 41061
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Ciências Sociais e de Gestão
Área Científica: Sociologia
Palavras-Chave:
    Migrações
    Teoria das Migrações
    Emigração Portuguesa
Docente:
Ana Paula Cordeiro
Área Científica: Sociologia.
Correio Eletrónico: ana.cordeiro@uab.pt

Sinopse:

A unidade curricular dedica-se ao estudo da mobilidade humana em espaços geográficos nacionais e internacionais, integrando nessa sequência a análise dos conceitos associados aos fluxos migratórios e aos seus protagonistas.
Os conteúdos programáticos da disciplina abrangem também os fundamentos teóricos e metodológicos que sustentam a investigação científica do fenómeno migratório e, ainda, de modo muito particular, a problemática da emigração portuguesa, nas suas dimensões histórica, económica, política, social e cultural.


 



Competências:

• Saber identificar e debater os principais conceitos e teorias da Sociologia das Migrações;

• Dominar a aplicação das metodologias e técnicas de pesquisa adequadas ao estudo dos fenómenos migratórios e das realidades sociais que deles emergem;

• Conhecer a dimensão, evolução e características da emigração portuguesa.



Conteúdos:
Introdução: enquadramento disciplinar; actualidade e relevância do
                   fenómeno migratório
Parte I. Conceitos e Tipologias
Parte II. Fundamentos Teóricos
Parte III. Questões Metodológicas
Parte IV. A Emigração Portuguesa no Quadro das Migrações Internacionais


Bibliografia:
• Almeida, J.C.Ferreira de, 1964, A emigração portuguesa em França em 1953-65: alguns aspectos quantitativos, Análise Social, II (7-8), pp.599 622
 http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592 
•Amaro, Rogério Roque, 1985, Restruturações demográficas, económicas e socioculturais em curso na sociedade portuguesa: o caso dos emigrantes regressados, Análise Social, XXI (87-88-89), pp.605-677
 http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592 
•Antunes, M.L.Marinho,1970, Vinte Anos de emigração portuguesa:alguns dados e comentários, Análise Social, XVIII (30-31), pp.299-385 http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592
 
•Baganha, Maria Ioannis, 1994, As correntes emigratórias portuguesas no século XX e o seu impacto na economia nacional, Análise Social, XXIX (128), pp.959-980 http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592 
•Branco, Jorge Portugal, 2001, A comunidade portuguesa em França (I), Janus, pp.148-149  http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592 
•Branco, Jorge Portugal, 2001, A comunidade portuguesa em França (II), Janus, pp.150-151  http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592
 
•Castles, Stephen, 2005, Globalização, Transnacionalismo e Novos Fluxos Migratórios,Cap.1 e 2, Fim de Século, pp.15-73
•Gomes, Nancy,2001, Os portugueses nas Américas: Venezuela, Canadá e EUA, Janus, pp.144-145  http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592 
•Gomes, Nancy,2009, Os portugueses na Venezuela, Relações Internacionais, (24), pp.83-92  http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592 
•Klein, Herbert, 1993, A integração social e económica dos imigrantes portugueses no Brasil nos finais do século XIX e  no século XX, Análise Social, XXVIII (121), pp.235-265  http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592 
•Marques, José Carlos, 2001, A emigração portuguesa para a Europa: desenvolvimentos recentes, Revista Janus,146-147  http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592 
•Pasckes, Maria Luisa Nabinger de Almeida, 1990/1991, Notas sobre os imigrantes portugueses no Brasil (Sécs.XIX e XX), Revista de História (São Paulo) (123/124), pp.35-70  http://www.observatorioemigracao.secomunidades.pt/np4/592 
•Peixoto, João, 2004, As Teorias Explicativas das Migrações:Teorias Micro e Macro-Sociolágicas, Socious Working Papers,Nº11, Lisboa, UTL https://www.repository.utl.pt/bitstream/10400.5/2037/1/wp200411.pdf
•Rocha-Trindade, Maria Beatriz (coord.). Sociologia das Migrações. Lisboa: Universidade Aberta, 1995. Capítulos 1, 2, 3, 4 e 5.
           Sociologia das Migrações - Videogramas.


Metodologias de Ensino:

E-learning.
Esta unidade curricular é oferecida em regime de ensino online, através da utilização da plataforma Moodle, privilegiando-se a comunicação assíncrona.
O processo de ensino/aprendizagem decorre mediante uma permanente supervisão online, no quadro da qual são apresentados os diferentes conteúdos programáticos, diversas actividades formativas, bem como esclarecidas eventuais dúvidas.




Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.