TECNOLOGIAS DE INFORMAçãO E COMUNICAçãO EM AMBIENTES EDUCATIVOS
Código: 12049
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Educação e Ensino a Distância
Área Científica: Tecnologias de Informação e Comunicação
Palavras-Chave:
    1. Tecnologias de Informação e Comunicação
    2. Biblioteca Escolar
    3. Ambientes Virtuais
Docente:
José António Marques Moreira
Área Científica: Ciências da Educação - Formação de Professores
Correio Eletrónico: jmoreira@uab.pt

Sinopse:
Novos espaços de construção do conhecimento emergiram com as novas tecnologias da informação e comunicação (TIC). Deixou a escola e o professor de ter o papel de único transmissor de conhecimentos. Agora, as exigências pessoais de conhecimento, extravasam os muros da escola e da sala de aula. Estamos em crer que a integração das tecnologias na educação se torna essencial e urgente para o desenvolvimento integral dos estudantes que se exige hoje, preparados para o mercado de trabalho, em constante mudança e transformação, pelo que devem mostrar competências que não se limitam a áreas nas quais se especializaram, mas desenvolver um espírito aberto, flexível e capaz de se adaptar para evoluir. A escola e os professores têm, pois, de assumir um novo papel, nomeadamente ao nível da criação de ambientes de aprendizagem, propícios ao desenvolvimento de aprendizagens significativas, quando integradas em desafios que só o professor será capaz de fazer.
Nesta unidade curricular procurar-se-á reflectir sobre as alterações na gestão e organização do trabalho escolar decorrentes da utilização das TIC, analisando diferentes instrumentos tecnológicos que se utilizam em contexto pedagógico.
Para além deste objectivo pretende-se, também, por um lado, fomentar a integração das TIC como recurso pedagógico-didáctico, tendo em vista o desenvolvimento de estratégias de ensino e de aprendizagem, e por outro, proporcionar condições para a exploração de diferentes tipos de ferramentas digitais que permitam a criação de espaços para registo, arquivo e apresentação das produções de estudantes e docentes.


Competências:
Pretende-se que no final desta unidade o estudante:
- Defina objectivos de aprendizagem, tendo em vista as potencialidades e possibilidades de utilização pedagógica das TIC em diferentes áreas curriculares.
- Conceba situações e oportunidades de aprendizagem com recurso às TIC.
- Organize o trabalho na sala de aula, ou fora dela, quando este é realizado com suporte em ferramentas ou recursos digitais.
- Construa um conjunto organizado de critérios de análise crítica e avaliação de recursos digitais para utilização com fins educativos.
- Adquira competências relativas à utilização, à concepção, produção e avaliação de recursos didácticos que usem as TIC.


Conteúdos:


I. UTILIZAÇÃO DAS TIC EM CONTEXTO EDUCATIVO
1. A tecnologia aplicada à educação em Portugal: origens e evolução.
2. A tecnologia e os processos de ensino-aprendizagem.

II. CENÁRIOS DE UTILIZAÇÃO DAS TIC E PARADIGMAS EDUCACIONAIS EMERGENTES
1. Modelos pedagógicos em ambientes de aprendizagem presenciais, combinados e a distância.
1.1. Aprendizagem nas novas classes virtuais: os ambientes de e-learning.
1.2. Métodos educacionais e processos psicológicos de aprendizagem.
2. A integração das TIC na biblioteca escolar: laboratório para novas aprendizagens na escola.
2.1. A biblioteca escolar da sociedade da informação e do conhecimento.
2.2. Os recursos da biblioteca escolar analógica/digital e o infoconhecimento.

III. METODOLOGIAS DE INTEGRAÇÃO DAS TIC NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO E PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO
1. Inovação no uso das TIC: a criação e a partilha com a Web 2.0.
1.1. As funcionalidades e potencialidades educativas de algumas ferramentas da Web 2.0: o Blogue,  o YouTube EDU, o Teacher YouTube, o Podcast (...).
2. Didactizar as TIC: estratégias de utilização de objectos de aprendizagem numa perspectiva de reorganização e gestão da sala de aula.
2.1. Documentos iconográficos digitais e metodologias para a sua leitura.
2.2. A imagem fílmica: o filme narrativo ficcional e o filme não narrativo- documentário. A análise pedagógica.



Bibliografia:
Argan, G., Fagiolo, M. (1994) Guia de História da Arte. Lisboa: Editorial Estampa.
Becker, H. (2001). How are Teachers Using computers in Instruction? Irvine: Center for Research on Information Technology & Organizations. University of California.
Bonnett, M. (1997). Computers in the classroom: some values issues. In A. McFarlane (Ed.) Information Technology and Authentic Learning: Releasing the potential of computers in the primary classroom. London: Routledge. 145-159.
Cabero, J. (2000). Nuevas tecnologías aplicadas a la educación. Madrid: Síntesis.
Clark, R. (2009). Aprendizagem Multimédia em Cursos de E-Learning. In G. Miranda (org.). Ensino Online e Aprendizagem Multimédia. Lisboa: Relógio D´Água Editores, 238-281.
Costa, F. (2008). A utilização das TIC em contexto educativo. Representações e Práticas de Professores. (documento policopiado), Tese de Doutoramento, Universidade de Lisboa.
Cruz, S. (2008). Blogue, YouTube. In Carvalho, A. (org.). Manual de Ferramentas da Web 2.0 para professores. Lisboa: Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, Ministério da Educação, 15-40.
Damásio, J. (2007). Tecnologia e Educação: As Tecnologias da Informação e da Comunicação e o processo Educativo. Lisboa: Nova Vega.
Dias, M. (2008). A utilização da Imagem e das Tecnologias Interactivas nos Programas de Treino da Percepção Visual. Um estudo com alunos do 1.º ano do Ensino Básico com Dificuldades de Aprendizagem. Tese de Doutoramento. Universidade do Minho: Repositório.
Figueiredo, A. (2009). Estratégias e Modelos para a Educação Online. In G. Miranda (org.). Ensino Online e Aprendizagem Multimédia. Lisboa: Relógio D´Água Editores, 33-54.
Gallego Arrufat, M. (1994). Aportaciones conceptuales y estrategias para promover la reflexión del profesor sobre la practica con medios didácticos. Revista Española de Pedagogía, 197, 115-139.
Jacquinot- Delaunay, G. (2006). Imagem e Pedagogia. Mangualde: Edições Pedago.
Miranda, G. (2007). Limites e possibilidades das TIC na educação. Sísifo. Revista de Ciências da Educação, 03, pp. 41-50.
Moura, A. (2008). A Web 2.0 e as tecnologias móveis. In Carvalho, A. (org.). Manual de Ferramentas da Web 2.0 para professores. Lisboa: Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, Ministério da Educação, 121-146.
Paiva, J. (2002). As Tecnologias de Informação e Comunicação: Utilização pelos Professores. Ministério da Educação – DAPP.
Paiva, J. (2008). Expectativas e resistências face às TIC na escola. In F. Costa, H. Peralta & S. Viseu (Eds.). As TIC na Educação em Portugal. Concepções e Práticas. Porto: Porto Editora, 204-214.
Ponte, J. (2001). Tecnologias de Informação e Comunicação na formação de professores: que desafios para a comunidade educativa. In A. Estrela & J. Ferreira (Eds.). Tecnologias em Educação. Estudos e Investigações. Lisboa: Afirse, 89-108.
Ramos, J. (2008). Reflexões sobre a utilização educativa dos computadores e da Internet na Escola. In F. Costa, H. Peralta & S. Viseu (Eds.). As TIC na Educação em Portugal. Concepções e Práticas. Porto: Porto Editora, 143-169.
Silva, B. (1998). Educação e Comunicação- uma análise das implicações da utilização do discurso audiovisual em contexto pedagógico. Braga: Centro de Estudos em Educação e Psicologia, Instituto de Educação e Psicologia.
Sousa, S. (2005). Tecnologias de Informação - O que são? Para que servem? Lisboa: FCA.


Metodologias de Ensino:
E-learning (completamente online).


Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
A avaliação tem carácter individual e implica a coexistência de duas modalidades: avaliação contínua (60%) e avaliação final (40%). Essa avaliação será desenvolvida na aplicação de formas diversificadas, definidas no Contrato de Aprendizagem da unidade curricular.