SOCIOLOGIA DA FAMíLIA
Código: 41115
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Ciências Sociais e de Gestão
Área Científica: Sociologia
Palavras-Chave:
    Família(s)
    Relacionamentos/Casamento
    Relações de poder
    Papéis familiares
Docente:
Cristina Pereira Vieira
Área Científica: Política Social; Serviço Social; Sociologia; Sociologia da Saúde.
Correio Eletrónico: cristina.vieira@uab.pt

Sinopse:
A Unidade Curricular (UC) Sociologia da Família  desenvolve o conhecimento reflexivo com @s estudantes sobre o conceito de  Família(s) e a sua construção e contextualização histórica e social.  A partir do sentido plural, associado ao contexto social e cultural da atual sociedade ocidental, esta UC tem como objetivo providenciar ferramentas analíticas aos estudantes, discutindo-se teoricamente as noções da instituição família, aprofundando as suas origens históricas. Para isso, procurar-se discutir questões relevantes relativas às famílias, no Portugal de hoje, a partir das principais teorias sociológicas neste campo. Procura-se compreender a sua configuração à luz das suas relações com outras instituições sociais. Neste contexto, são abordadas, entre outras, questões como: diversas (novas) formas de relacionamento e de famílias, a divisão do trabalho doméstico e as relações de poder, o lugar das crianças e dos jovens, a violência doméstica, o divórcio e as redes de apoio familiar, o lugar dos mais velhos e o envelhecimento. Neste sentido, a sua complexidade impõe uma abordagem conceptual de família(s) que será pensada como um lugar de práticas, cujos significados são feitos por aqueles que nela participam.


Competências:
Pretende-se que, no final desta UC, o estudante tenha adquirido as seguintes competências:
- Desenvolve um olhar sociológico sobre as famílias, reconhecendo a sua importância, diversidade e complexidade;
- Conhece as teorias influentes da sociologia da família e aplica-as na análise da realidade social;
- Compreende e sabe lidar, de forma construtiva e informada, com as transformações recentes que têm ocorrido nas estruturas familiares.


Conteúdos:
1. Dos precursores à sociologia da família. O conceito de família como construção social: revisitar a teoria social e abordagens metodológicas.
2. História social: a família do passado europeu: 1970 - mudança de paradigma.
3. Dinâmicas familiares contemporâneas.
4. As (NOVAS) relações familiares I: desafios e tensões.
5. As (novas) relações familiares II : famílias, educação e relações intergeracionais.


Bibliografia:
A bibliografia e outros recursos estão organizados por temas -  disponíveis ao longo do semestre em sala de aula virtual, mas serão indicados outros de forma a complementar a aprendizagem.
Bibliografia Geral e complementar:
-  Almeida, A.N. (2003) “Família, Conjugalidade e procriação: valores e papéis” in Vala, J. et al (org), Valores Sociais: mudanças e contrastes em Portugal e na Europa, Lisboa, Imprensa de Ciências Sociais, pp. 47-93.
- Amâncio, L. (1994); Masculino e Feminino. A construção social da diferença. Porto, Edições Afrontamento.
-  Amaro, Fausto (2006) Introdução à Sociologia da Família, Lisboa, UTL, ISCSP, 167p.
- Leandro, Maria Engrácia (2001). Sociologia da Família nas Sociedades Contemporâneas. Lisboa: Universidade Aberta.
- Torres, A. (2001) Sociologia do Casamento – A família e a Questão feminina. Oeiras: Celta Editora.
- Vieira, Cristina Pereira (2012) Eu faço sexo amoroso – A sexualidade dos Jovens pela voz dos Próprios, da editorial Bizâncio.
 



Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.


Observações:
Os estudantes têm de possuir o acesso a um computador com ligação à Internet, bem como um endereço de correio electrónico e, desejavelmente, literacia informática na perspectiva do utilizador.
Esta unidade curricular é leccionada em língua portuguesa.