SOCIOLOGIA DA EDUCAçãO
Código: 41119
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Ciências Sociais e de Gestão
Área Científica: Sociologia
Palavras-Chave:
    Aprendizagem
    Escolarização
    Desigualdades
    Políticas
Docente:
Ana Paula Cordeiro
Área Científica: Sociologia.
Correio Eletrónico: ana.cordeiro@uab.pt

Sinopse:
Nesta unidade curricular, os/as estudantes desenvolvem um conhecimento sociológico sobre os fenómenos educativos nas sociedades atuais, privilegiando o contacto com estudos originais e inovadores. Caracterizam-se alguns traços principais da evolução dos sistemas educativos, bem como das taxas de escolarização em diferentes regiões do mundo. Discutem-se os padrões de insucesso e abandono escolar, bem como a sua relação com as desigualdades sociais, à luz das teorias da reprodução. Reflete-se sobre as experiências docentes e estudantis, tendo por base as teorias da resistência. Equacionam-se as mudanças recentes nas políticas educativas, associadas com a globalização. Exploram-se avanços recentes no domínio da educação não formal e da aprendizagem ao longo da vida. Ao longo do semestre, além da leitura de estudos, os/as estudantes são orientados para a mobilização das perspetivas sociológicas na resolução de problemas e no desenvolvimento de atividades investigação no campo educativo.


Competências:
•    Desenvolver um olhar sociológico sobre múltiplos processos educativos formais, informais e não formais;
•    Conhecer teorias centrais na área da sociologia da educação;
•    Analisar a relação entre padrões de escolarização, desigualdades sociais e políticas públicas, em diferentes países;
•    Utilizar as ferramentas teóricas e metodológicas da sociologia para intervir em contextos educativos.


Conteúdos:
1. O olhar sociológico sobre a educação
1.1 Socialização e educação: o legado de Durkheim
1.2 A forma escolar e a estruturação dos sistemas educativos
1.3 Padrões de escolarização em diferentes épocas e países
1.4 A educação informal e não formal

2. Educação e desigualdades sociais
2.1 A teoria da reprodução, de Bourdieu e Passeron
2.2 Os jovens contra a escola? As teorias da resistência
2.3 Educação e desigualdades de género
2.4 Globalização capitalista e políticas educativas

3. A sociologia e a intervenção educativa
3.1 Escola, família e comunidade: que relações?
3.2 Sociólogos em processos de inclusão e inovação educativas
3.3 Os professores: formação e cultura(s)
3.4 Percursos educativos e trajetórias laborais


Bibliografia:
Abrantes, P. (org.) (2010). Tendências e Controvérsias em Sociologia da Educação. Lisboa: Mundos Sociais.
Almeida, A. N & Vieira, M. M. (2006). A Escola em Portugal. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais.
Enguita, M. F. (2007). Educação e Transformação Social. Mangualde: Pedago.

Nota: os textos fundamentais de trabalho serão disponibilizados na sala de aula virtual



Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.