PRáTICA DA TRADUçãO: FRANCêS-PORTUGUêS
Código: 31358
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Humanidades
Área Científica: Língua e Cultura
Palavras-Chave:
    Língua e cultura francesa
    Língua e cultura portuguesas
Docente:
Isabelle Simões Marques
Correio Eletrónico: isabelle.marques@uab.pt

Sinopse:
Esta unidade curricular visa compreender as questões que estão subjacentes ao exercício da tradução, nomeadamente as de âmbito linguístico e cultural. Configura um primeiro contacto com a atividade de tradução, estabelecendo paralelismos e contrastes entre duas línguas românicas: francês e português.
Proceder-se-á em primeiro lugar a uma reflexão teórica sobre os fundamentos do exercício de tradução, relevando as estratégias mais frequentes, para se proceder em seguida à análise de textos, de diferentes tipologias, em vários suportes. 
A seleção dos textos a traduzir será ampla e procurará refletir sobre diversas áreas do conhecimento.
A unidade curricular visa desenvolver e ampliar competências a nível prático, pelo que será privilegiada a tradução de textos, aplicando as estratégias de tradução mais adequadas para cada contexto, incentivando-se o trabalho colaborativo, quer na consulta dos recursos digitais de apoio à tradução, quer no diálogo construtivo sobre a resolução das dificuldades. 


Competências:
Os estudantes deverão ser capazes de analisar textos de diferentes tipos, dando particular atenção aos níveis textuais, a fim de selecionar a(s) estratégia(s) de tradução mais adequada(s),  encontrar as melhores soluções e identificar as várias fases do processo de tradução, defender e fundamentar as suas escolhas.


Conteúdos:
A disciplina caracteriza-se pela sua natureza essencialmente prática. O trabalho consistirá na realização e na discussão crítica de traduções de textos breves pertencentes a diversas tipologias. O trabalho de tradução e análise será acompanhado de uma reflexão metódica acerca de aspetos conceptuais e discursivos relevantes, nomeadamente os seguintes:
1. O conceito de tradução
2. Tipologias textuais e registos discursivos 
3. Procedimentos e estratégias na prática da tradução 
3.1 O conceito de equivalência  
3.2 As unidades fraseológicas 
4. Traduzir cultura(s)
5. Ferramentas de tradução


Bibliografia:
ARROJO, Rosemary (2003). Oficina de Tradução: A teoria na prática. São Paulo: Ática.

BASSNETT, Susan (2003). Estudos de tradução. Trad. V. Figueiredo, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.

ECO, Umberto (2005). Dizer Quase a Mesma Coisa: Sobre a tradução. Trad. J. Colaço Barreiros. Algés: Difel.

GUIDÈRE, Mathieu (2008). Introduction à la traductologie. Bruxelles : Éditions De Boeck.

MESCHONNIC, Henri (1999). Poétique du traduire. Paris : Verdier.

RICOEUR, Paul (2016). Sur la traduction. Paris : Les Belles Lettres. 

LADMIRAL, René (1994). Traduire : théorèmes pour la traduction. Paris : Gallimard.

STEINER, George (2002). Depois de Babel: Aspectos da linguagem e tradução. Trad. M. Serras Pereira Lisboa: Relógio D´Água.

Dicionários Bilingues / Ferramentas de Tradução:
Infopedia. Dicionário de Francês-Português / Português-Francês [em linha] URL: https://www.infopedia.pt/dicionarios/portugues-frances/

Linguee. Dicionário Francês-Português / Português-Francês [em linha] URL: https://www.linguee.pt/portugues-frances

Reverso Dicionário [em linha] 
URL: http://dicionario.reverso.net/frances-portugues/

Tradutor Babylon [em linha]
URL: http://tradutor.babylon-software.com/frances/portugues/

Dictionnaire d´expressions idiomatiques – français/portugais/français [em linha]
URL: http://www.cnrtl.fr/dictionnaires/expressions_idiomatiques/



Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.


Observações:
Pré-requisito para a matrícula são conhecimentos de Francês ao nível A2-B1 de acordo com o QECR para as línguas ou a frequência das seguintes disciplinas: “Francês I”, “Francês II”, “Francês III”.