LITERATURA INFANTIL E FORMAçãO DE LEITORES
Código: 11077
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Educação e Ensino a Distância
Área Científica: Literatura
Palavras-Chave:
    Livros para crianças
    História da literatura infantil
    Faixas etárias
Docente:
Glória Bastos
Área Científica: Ciências da Educação e Literatura
Correio Eletrónico: gloria.bastos@uab.pt

Sinopse:
Esta unidade curricular aborda diferentes vertentes da escrita para crianças. Contempla-se uma abordagem de alguns aspetos contextuais, em termos da história da literatura para crianças em Portugal, do conceito e das relações entre o desenvolvimento psicológico da criança e os interesses de leitura. Reflete-se sobre as relações entre a literatura tradicional de transmissão oral e as leituras para crianças. Desenvolve-se ainda uma perspetiva teórica e analítica sobre a produção literária no domínio dos modos narrativo, lírico e dramático, bem como em relação ao álbum e ao livro informativo para crianças.


Competências:
  • Refletir sobre aspetos caracterizadores e distintivos relativos ao conceito de livro infantil/literatura infantil.
  • Debater questões que influenciam o interesse e as competências de leitura na infância, nomeadamente: aspetos do desenvolvimento cognitivo das crianças, o contexto social, o papel da escola e os novos contextos digitais.
  • Examinar os diversos géneros da escrita para crianças.
  • Analisar obras de literatura infantil, identificando as suas características principais, em termos temáticos e formais
  • Identificar em livros infantis elementos que favorecem o diálogo com o leitor infantil
  • Aplicar os conhecimentos em projetos de promoção da leitura.


Conteúdos:
1. Literatura Infantil: enquadramentos gerais
 1.1  O conceito de literatura/livro infantil
 1.2  Faixas etárias e interesses de leitura
  1. Promoção da leitura: velhos e novos desafios
2. Os diferentes géneros na LI: caracterização e análise
  1.  A literatura tradicional nas leituras infantis
  2. A narrativa atual para crianças
  3.  O teatro
  4.  A poesia
  5.  O álbum e o livro ilustrado
  6. O livro informativo


Bibliografia:
 - Azevedo, F., Balça, Â. & Bastos, G. (2015). Web 2.0: literatura infantil / juvenil e comunidades interpretativas. CADERNO SEMINAL DIGITAL. v. 23, n. 23, 40-57. DOI: http://dx.doi.org/10.12957/cadsem.2015.14668
- Bastos, G. (1999). Literatura infantil e juvenil. Lisboa: Univ. Aberta (disponibilizado em ebook, com atualizações anuais)
- Bastos, G. (2006). O teatro para crianças em Portugal: história e crítica. Lisboa: Ed. Caminho.
- Bastos, G. (2013). O teatro para crianças: perspetivas atuais, in Sinais de Cena, 20, Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.
- Tomé, Mª C. & Bastos, G. (2013). Cruzar Olhares para ver o Mundo: A Literatura Infanto-juvenil e a Comunicação Intercultural, in C. Sarmento (coord.). Comunicação, representações e práticas interculturais: uma perspectiva global (p. 14-26), CEI/ISCAP/IPP.
- Gomes, J. A. (2000). Da nascente à voz. Lisboa: Ed. Caminho.
- Ramos, A. M. (2007). Livros de palmo e meio. Lisboa: Ed. Caminho
- Rocha, N. (2001). Breve história da literatura para crianças. Lisboa: Ed. Caminho.



Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.