LITERATURA E ARTES VISUAIS
Código: 31095
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Humanidades
Área Científica: Literatura
Palavras-Chave:
    1. Literatura
    2. Artes
    3. Interdisciplinaridade
Docente:
Mário Carlos Fernandes Avelar
Área Científica: Estudos Anglo-Americano; Artes Visuais.
Correio Eletrónico: mcavelar@uab.pt

Sinopse:
A unidade curricular visa:
. explorar a especificidade da relação entre a literatura e as artes europeias
. reflectir sobre a importância que uma tradição especulativa teve no diálogo entre a literatura e as artes europeias.
. descrever a emergência desta relação na Antiguidade Clássica.
. analisar a importância da reformulação teórica levada a cabo por Lessing.
. problematizar a emergência de um discurso crítico-criativo no Modernismo e no pós-modernismo.


Competências:

As competências a desenvolver são as seguintes:
. domínio das ferramentas conceptuais e metodológicas necessárias à produção do conhecimento num âmbito interdisciplinar;
. capacidade de formular problemas e de usar todos os recursos conceptuais inerentes aos espaços criativos em causa;
. capacidade de construir uma visão racional e crítica do objecto;
. capacidade de reflectir sobre a dimensão especulativa do objecto de análise;
. capacidade de problematizar a dimensão epistemológica relevante a nível do estado da arte do tema escolhido.



Conteúdos:

Antecedentes clássicos
1.Ilíada, de Homero- o escudo de Aquiles e a “ekphrasis”;
2.Signo e epistema;
3.Interpelações teóricas na Grécia (Platão e Artistóteles, conceito de “mimesis”);
4.Interpretações teóricas em Roma (Horácio, conceito de “ut pictura poesis”).
A revisão oitocentista
1.Lessing e as artes do espaço e do tempo;
2.A emergência do Museu e o romantismo;
3.Baudelaire – um discurso sobre a modernidade;
4.Os Pré-Rafaelitas e a mudança epistémica.
Do Modernismo ao Pós-modernismo
1.Heranças criativas;
2.Ironia e memória;
3.Ensaios críticos;
4.Verbalizando além do figurativo.



Bibliografia:
Avelar, Mário. Ekpkrasis – O poeta no atelier do artista (Chamusca: Cosmos, 2006)
Baudelaire, Charles. A Invenção da Modernidade (Sobre Arte, Literatura e Música) (Lisboa: Relógio D’Água, 2006)
Heffernan, James A. W.. A Museum of Words – The Poetics of Ekphrasis from Homer to Ashbery (Chicago: The University of Chicago Press, 1993)
Malraux, André. O Museu Imaginário (Lisboa: Edições 70, 1963)
Praz, Mario. Mnemosyne – El paralelismo entre la literatura y las artes visuales (Madrid: Taurus, 1979)


Metodologias de Ensino:

E-learning.




Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.


Observações:
Requere-se conhecimento da língua inglesa.