HISTóRIA DO CINEMA PORTUGUêS
Código: 51017
ECTS: 6
Departamento: Departamento de Humanidades
Área Científica: Cultura
Palavras-Chave:
    Cinema mudo
    Preto e branco
    Cinema novo
    Cinema contemporâneo e da atualidade
Docente:
Ana Rita de Sá Soveral Padeira
Área Científica: Literatura - Estudos Portugueses
Correio Eletrónico: anarita@uab.pt

Sinopse:

A presente unidade curricular apresenta, numa perspetiva panorâmica, a história do cinema nacional, permitindo ao estudante identificar os aspetos mais relevantes que marcaram os seus primeiros passos (dos primitivos à época do mudo), passando pelo período “áureo”, a preto e branco, da comédia à portuguesa, assinalando, ainda, a viragem protagonizada pelo ‘cinema novo’ até chegar ao cinema de autor, uma das características, entre outras, que o cinema contemporâneo e da atualidade cada vez mais evidencia.
Mais do que o exaustivo tratamento cronológico da filmografia nacional, esta unidade curricular propõe-se destacar os grandes marcos da história do cinema português, através do visionamento e da análise de obras / filmes e de realizadores considerados canónicos.



Competências:
No fim desta unidade curricular o estudante deverá ser capaz de:
•    - identificar os momentos principais do cinema português, desde os seus primórdios à atualidade, reconhecendo as características estéticas e orientações ideológicas mais importantes neles implicadas;
•    reconhecer as orientações específicas subjacentes à filmografia de cada uma das épocas destacadas, a partir de uma seleção de visionamentos que engloba realizadores e filmes de assinalável projeção em momentos  distintos da cinematografia nacional;
•    desenvolver a capacidade de pesquisar e de discorrer criticamente tendo em vista a elaboração de trabalhos académicos
•    -aplicar, seletiva e criticamente, os conhecimentos adquiridos na análise de diversos tipos de textos
•    -manifestar competências de expressão linguística, de síntese, de reflexão e de crítica pessoal.



Conteúdos:
Os conteúdos desta unidade curricular centrar-se-ão numa visão panorâmica dos filmes que fizeram a história do cinema em Portugal, desde a sua origem até aos dias de hoje, com particular incidência na filmografia da atualidade.
Assim, os conteúdos serão balizados em quatro grandes momentos, todos eles marcos de referência obrigatória para um entendimento capaz da evolução e da consolidação da produção cinematográfica nacional, a saber:
- Primitivos e cinema mudo
- A preto e branco
- Transição e cinema novo
- Cinema contemporâneo e da atualidade
Através do visionamento da seleção de filmes recomendada, que procurará ilustrar e levar os estudantes a sistematizarem as principais tendências estéticas e ideológicas que marcaram tais momentos, confrontar-se-ão, numa perspetiva crítica, géneros, estilos e objetivos diversos.
 


Bibliografia:
- BAPTISTA, Tiago, A invenção do cinema português, Lisboa, Tinta da China, 2008.
- COSTA, Alves, Breve História do Cinema Português.1896-1962, Lisboa, Biblioteca Breve-ICALP, 1978. Consultar a edição online em http://cvc.instituto-camoes.pt/conhecer/biblioteca-digital-camoes/doc_details.html?aut=18
- COELHO, Eduardo Prado, Vinte anos do Cinema Português (1962-1982), Lisboa, Biblioteca Breve-ICALP, 1983. Consultar a edição online em http://cvc.instituto-camoes.pt/conhecer/biblioteca-digital-camoes/doc_details.html?aut=19
- GRILO, João Mário, O Cinema da não ilusão, histórias para o cinema português, (prefácio de Manoel de Oliveira), Lisboa, Livros Horizonte, 2006.

Bibliografia secundária:
- Bases de dados do cinema português em:
http://cvc.instituto-camoes.pt/conhecer/bases-tematicas/cinema-portugues.html#page
http://www.cinemaportugues.ubi.pt/bd/

Outra bibliografia online será fornecida oportuna e posteriormente.

Filmografia obrigatória
(Para o tema 2)
    António Lopes Ribeiro, A REVOLUÇÃO DE MAIO, 1937
https://www.youtube.com/watch?v=bfwfEYBTxnU

    Leitão de Barros, MARIA DO MAR, 1930, documentário dramatizado
https://www.youtube.com/watch?v=zYq0gw62fS0

(Para o tema 3)
    Paulo Rocha, MUDAR DE VIDA, 1966
https://www.youtube.com/watch?v=btT8HmXysg0

(Para o tema 4)
    Manoel de Oliveira, VOU PARA CASA, 2001
    João Canijo, FANTASIA LUSITANA, 2010


Metodologias de Ensino:

E-learning.




Total de Horas de Trabalho: 156
Total de Horas de Contacto: 15

Avaliação:
O regime de avaliação preferencial é o de avaliação contínua, constituída pela realização de 2/3 e-folios (trabalhos escritos em formato digital), ao longo do semestre letivo, e de um momento final de avaliação presencial (p-fólio), a ter lugar no final do semestre, com peso de, respetivamente, 40% e 60% na classificação final. Os estudantes podem, no entanto, em devido tempo, optar um único momento presencial de avaliação, realizando, então uma prova de Avaliação Final (exame) com o peso de 100%.