TEMAS DE INVESTIGAçãO I
Código: 52019
ECTS: 10
Departamento: Departamento de Humanidades
Área Científica: Linguística
Palavras-Chave:
    Competência Comunicativa plural
    Interação Oral e Eventos comunicativos
    Linguagem Oral
    Gramática do Discurso
Docente:
Carla Aurélia Rodrigues de Almeida
Área Científica: Linguística.
Correio Eletrónico: calmeida@uab.pt

Sinopse:

O objetivo central da presente UC é demonstrar como os diferentes aspetos da competência comunicativa dos falantes estão integrados e devem ser descritos a partir de Eventos Comunicativos específicos realizados no âmbito de interações verbais contextualizadas. Estes eventos comunicativos, como por exemplo Relatar ou Dar Informação, correspondem a sequências de enunciados mais ou menos previsíveis, que adquirem a sua coerência a partir de conhecimento esquemático partilhado pelos interlocutores.
Partindo das necessidades comunicativas e linguísticas de um aprendentee PLNM de nível B1 definidas no Q.E.C.R.L, serão recolhidos e analisados vários Eventos Comunicativos em corpora de Português Europeu, especialmente corpora da oralidade. O objetivo central é observar o funcionamento de comunicação autêntica em co(n)textos reais.
O estudo de Eventos Comunicativos contextualizados oferece enormes vantagens para o ensino/aprendizagem de uma língua e, especificamente de PLNM, uma vez que:
(i) Eles se realizam numa determinada sequência que é dependente do contexto sociocultural em que ocorrem, sendo os elementos socio e multiculturais em presença encarados como fatores constitutivos do ato comunicativo em análise;
(ii) Permitem uma apresentação integrada de todas as componentes do processo comunicativo: funções, estratégias interacionais, (macro)estruturas textuais, estratégias discursivas, noções, caraterísticas gramaticais e lexicais, marcadores, registos, etc.
(iii) Permitem estabelecer uma relação direta com tarefas e com atividades de aprendizagem que podem ser utilizadas em sala de aula.
(iv) E, por último, permitem obter, através da observação e análise das suas realizações textuais empíricas, uma crescente consciência da linguagem em uso para todos os sujeitos envolvidos nesse processo (docentes e aprendentes



Competências:

No final do semestre o estudante será capaz de:
(i)refletir sobre o conceito de Competência Comunicativa e identificar as diferentes subcompetências em jogo - socioculturais, interacionais, discursivas e linguísticas;
(ii)discutir a pertinência do trabalho sobre eventos comunicativos orais para o ensino/aprendizagem de Português Língua Não-Materna
(iii)Identificar Eventos Comunicativos como Narrativas Conversacionais e Relatos em Interações Orais
iv)delinear as suas principais caraterísticas contextuais, interacionais, textuais, discursivas, gramaticais e lexicais;
(v)vançar com projetos individuais de análise de Eventos Comunicativos idênticos aos estudados;
(vi)desenvolver análises contextualizadas de estruturas da língua portuguesa nas suas diferentes dimensões: fonética, morfologia, sintaxe, semântica, pragmática e/ou sociolinguística.
(vii)Refletir sobre um possível uso desses resultados no ensino/aprendizagem de Português Língua Não-Materna



Conteúdos:

1.Competência comunicativa
1.1.História do conceito
1.2.Competência Comunicativa no Quadro Europeu de Referência para as Línguas
2.Dos Atos de Fala aos Eventos Comunicativos
2.1.A Hipótese Discursiva
2.2.Eventos Comunicativos Orais contextualizados: uma forma integrada de olhar para a língua em uso
2.3.Os exemplos das Narrativas Conversacionais e dos Relatos
2.3.1.Caraterísticas contextuais
2.3.2.Estratégias interacionais
2.3.3.Estrutura textual
2.3.4.Estratégias configuracionais
2.3.5.Caraterísticas gramaticais
2.3.6.Caraterísticas lexicais
3.A análise de Eventos Comunicativos orais e o desenvolvimento da consciência da língua
4.A análise de Eventos Comunicativos orais e o ensino baseado em tarefas



Bibliografia:

Bibliografia Obrigatória:

McCARTHY, M. & R. CARTER
1994 Language as Discourse. Perspectives for Language Teaching. London: Longman.

CASTILHO, A.
2002 [1998] A Língua Falada no Ensino do Português. São Paulo: Editora Contexto.

MARCUSCHI, L. A.
2003 “Aspetos da oralidade descuidados, mas relevantes para o ensino de português como segunda língua”. In:  Gärtner, E. & M. J. Herhut, N. Sommer (ed.),  Contribuições para a Didáctica do Português Língua  Estrangeira. Frankfurt am Main: T.F.M.,15-40.

MORAIS, A.
2002“O desenvolvimento da competência comunicativa no  ensino-aprendizagem de português europeu como  língua não materna através do trabalho com narrativas  produzidas em situação de interacção”. In: Gonçalves,  A. & C. Correia (org.), Actas do XVII Encontro Nacional  da Associação Portuguesa de Linguística. Vol. I.  Lisboa: A.P. L., 315-328.
2003“O género narrativo em interacções orais autênticas”. In: Mendes, A. & T. Freitas (org.), Actas do XVIII  Encontro Nacional da Associação Portuguesa de  Linguística. Lisboa: A.P.L, 559-567.
2012 Competência comunicativa e Aquisição/Aprendizagem das Línguas. (Texto a disponibilizar na página da UC).

Outra bibliografia:

CARTER, R. & M. McCARTHY
1997 Exploring Spoken English. Cambridge: C.U.P.

Certificado de Português 
1999  Frankfurt am Main: Weiterbildungs-Testsysteme GmbH.

CUNHA, C. & L. CINTRA
1984Gramática da Língua Portuguesa. Lisboa: Edições 70

DUARTE,I. M.
2003Língua Portuguesa, Instrumentos de Análise. Lisboa: Universidade Aberta.

MATEUS,M.H. et alii
2003Gramática da Língua Portuguesa: Caminho, 5.ª edição

McCARTHY, M.
1991 Discourse Analysis for Language Teachers. Cambridge: C.U.P.

MARCUSCHI, L. A.
1986A Análise da Conversação. São Paulo: Ática.

MORAIS, A.
2003“Um modelo de análise pragmático-discursivo de enunciados narrativos em interacções orais – um caminho para o ensino-aprendizagem de português  língua estrangeira”. In: Gärtner, E. & M. J. Herhut, N.  Sommer (ed.), Contribuições para a Didáctica do  Português Língua Estrangeira. Frankfurt am Main,  T.F.M., 41-60.
2011Narrativas Conversacionais: a Introdução de Enunciados Narrativos em Situação de Interacção Oral. Dissertação de Doutoramento, Universidade Aberta.
 

PEDRO, M. E.
1996 “Interacção Verbal”. In: Faria, I. et alii (ed.), Introdução à Linguística Geral e Portuguesa. Lisboa: Editorial  Caminho, 449-478.

PRETI, D. (org.)
1993Análise de Textos Orais. São Paulo: Universidade de São Paulo.

RISSO, M. & G. SILVA & H. URBANO
1996 “Marcadores discursivos: traços definidores.” In: Koch, I. V. (org.), Gramática do Português Falado, Vol. VI:  Desenvolvimentos. Campinas: Unicamp, 21-94.

RODRIGUES, I. G.
1998 Sinais Conversacionais de Alternância de Vez. Porto: Granito Editores e Livreiros.

WILLIS, J.
1996A Framework for Task-Based Learning. Harlow: Longman



Metodologias de Ensino:
E-learning


Total de Horas de Trabalho: 260
Total de Horas de Contacto: 55

Avaliação:
A avaliação tem caráter individual e implica a coexistência de duas modalidades: avaliação contínua (60%) e avaliação final (40%). Essa avaliação será desenvolvida na aplicação de formas diversificadas, definidas no Contrato de Aprendizagem da unidade curricular.


Observações:
É obrigatório o recurso a um computador com ligação de banda larga à Internet. Esta unidade curricular pode utilizar bibliografia em inglês e em francês.